Senac EaD 2017: inscrições abertas para 12 cursos de graduação à distância

Publicado em

O Centro Universitário Senac, do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), recebe até o dia 26 de fevereiro de 2017, exclusivamente pela internet, inscrições para os cursos de graduação à distância do primeiro semestre de 2017, o Senac EaD 2017. São 12 cursos disponíveis nas áreas de comércio, educação, gestão e informática. A taxa de inscrição é de R$ 20.

De acordo com o Senac, as aulas são ministradas pela internet, por meio do ambiente virtual de aprendizagem e os recursos pedagógicos e didáticos são disponibilizados virtualmente, permitindo aos alunos acessarem todo o material, a biblioteca, as videoaulas e os exercícios, a partir de qualquer computador conectado à web. Os alunos podem ainda se utilizar de fóruns para esclarecimentos de dúvidas com professores do Centro Universitário Senac, além de participar de webconferências, grupos de discussão e de trabalho com colegas de turma.

As avaliações são presenciais e para realiza-las, duas vezes por semestre os alunos devem ir até um dos polos autorizados, no Centro Universitário Senac, em São Paulo. Os certificados de quem faz um curso presencial ou a distâncias são os mesmos.

Veja, abaixo, a lista completa de cursos disponibilizados pelo Senac EaD 2017:

  • Bacharelado em Administração com Linha de Formação Específica em Administração de Empresas;
  • Bacharelado em Ciências Contábeis;
  • Tecnologia em Logística;
  • Tecnologia em Marketing;
  • Tecnologia em Gestão Comercial;
  • Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos;
  • Tecnologia em Gestão Financeira;
  • Tecnologia em Processos Gerenciais;
  • Tecnologia em Gestão Pública;
  • Tecnologia em Comércio Exterior;
  • Licenciatura em Pedagogia;
  • Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação.

Companhia Cambalhotas segue turnê de espetáculos gratuitos até fevereiro de 2017

Publicado em

A Companhia Cambalhotas realiza até o mês de fevereiro de 2017, em São Luís, uma série de apresentações gratuitas do espetáculo ‘Zzz Sganarelle’, projeto beneficiado pelo Prêmio Funarte Carequinha de Estímulo ao Circo e que conta com o apoio da Fundação Nacional de Artes (Funarte) e do Ministério da Cultura – veja a programação completa abaixo.

Escrita por Geraldine Gauthier e dirigido por Waldemir Nascimento, a peça conta a história de Sganarelle, um palhaço criado por Molière há cerca de 500 anos na França que consegue satirizar as dificuldades do cotidiano das pessoas. O espetáculo utiliza a comédia como ferramenta de crítica social.

Resolvi escrever sobre Sganarelle porque ele é uma personagem porta-voz dos empregados de hoje, sendo símbolo do povo que tem sonhos de revolta e melhoria, igual ao que pude observar e averiguar durante a minha pesquisa através de vivencias e depoimentos em São Luís e aqui em São Paulo. Só que eu quis ir além da crítica social propondo uma reformulação das relações empregadores-empregados fundadas sobre a troca, a consideração mutua, e a valorização
Geraldine Gauthier, escritora

Espetáculo usa comédia como ferramenta de crítica social
Espetáculo usa comédia como ferramenta de crítica social

Talvez, por isso, Sganarelle seja considerado um ‘retrato do povo’.

O Sganarelle é um palhaço. Ele está dentro desse universo dos comediantes, dos sátiros. Além de ser um palhaço e de trabalhar isso muito corporalmente, ele é o povo. O Sganarelle se identifica com a população. Ele é a voz do povo e também carrega dentro dele várias simbologias
Waldemir Nascimento, diretor do espetáculo

Ao todo, o espetáculo contará com mais de 15 apresentações, iniciadas em novembro, durante os próximos cinco meses; com encenação em vários bairros, escolas e praças de São Luís até o mês de fevereiro de 2017.

Companhia Cambalhotas

Fundada em 21 de outubro de 1997, a partir da união de Renato Porto e Waldemir Nascimento, a Companhia Cambalhotas deu seus primeiros passos fazendo animações em festas de aniversário por diversos bairros de São Luís.

Espetáculo ‘Zzz Sganarelle’ é terceira produção da Companhia Cambalhotas
Espetáculo ‘Zzz Sganarelle’ é terceira produção da Companhia Cambalhotas

Em 1998, a dupla recebeu um convite para fazer uma apresentação teatral para uma campanha interna de uma empresa. O resultado artístico do trabalho e o consequente retorno financeiro estimulou a continuidade nesta linha artística específica.

A formalização da Cia ocorreu em 2002 e desde então vem se especializando em fazer o chamado ‘Teatro Empresa’, proporcionando aos seus clientes alegria, bem-estar e conhecimento por meio de ações didáticas.

O espetáculo ‘Zzz Sganarelle’ é a terceira produção da Companhia Cambalhotas que, em 2016, completa 19 anos de fundação. Nas produções anteriores (‘Os Saltimbancos’ e ‘Os Três Porquinhos’), a companhia sempre utilizou formas animadas – bonecos, máscaras, teatro de sombra – para encantar o público. No entanto, em ‘Zzz Sganarelle’, mais um elemento é agregado: o circo.


Programação completa de espetáculos:

Novembro, 2016
Dezembro, 2016
Janeiro, 2017
Fevereiro, 2017

Ficha técnica
Duração: aproximadamente 60 minutos
Classificação: Livre
Gênero: Circo; Teatro de Rua
Texto: Géraldine Gauthier
Músicas: Domínio público

Direção e produção executiva
Direção: Waldemir Nascimento
Produção Executiva: Bianka Marques
Assistente de Produção: Adalberto Costa

Elenco
Sganarelle: Edson Lima
Dom José (voz): Adalberto Costa
Marina Mary Martins e Madame Gordão: Marlucie Emily
Suzete (boneca): Andressa Kelly
Funcionário e Gordão: Jefferson Gama
Sans feu ni lieu: Anderson Pytuyba

Produção artística
Concepção: Waldemir Nascimento
Cenografia e Adereços: Wanderson Silva
Assistente de Cenografia e Adereços: Flávia Félix Rodrigues
Cenotécnico: Gerson Fontenelle
Figurino: Laísa Couto
Costura: Waldirene Brito e Joana Clímaco
Ilustração de Sganarelle: Waldeir Brito

Produção técnica
Sonoplastia: Walber Bonfim
Designer: Leanjoelson Andrade
Fotografia e filmagem: Rubem Jayron
Comunicação: Aidê Rocha e Paulo de Tarso Jr.
Estagiária de Produção: Lua Reis
Colaboradores: Márcia de Aquino, Wallas Santos e Weyder-Joe Freire