segunda-feira, outubro 16, 2017
Início > Entretenimento > Sesc Partituras: homenagens e herança musical em São Luís

Sesc Partituras: homenagens e herança musical em São Luís

Sesc Partituras: homenagens e herança musical em São Luís

Potencializando a música instrumental e possibilitando o acesso dos ludovicenses a todo o talento e riqueza cultural de produções brasileiras nas mãos habilidosas da pianista Rosy Mary Fontoura e também do movimento chorístico maranhense com o Instrumental Pinxinguinha, o Sesc Partituras foi prestigiado por uma grande plateia no Cine Praia Grande, em São Luís.

Homenageando o Dia do Compositor Brasileiro, comemorado em 7 de outubro, o Serviço Social do Comércio (Sesc) realizou mais uma edição do Concertos Sesc Partituras 2017 simultaneamente em 13 cidades.

Em São Luís, a apresentação foi divida em duas partes: inicialmente, os integrantes do Instrumental Pixinguinha se revezaram em duos e apresentações solo da pianista e também professora da Escola de Música do Estado do Maranhão Lilah Lisboa de Araújo (Emem), Rose Mary Fontoura, com homenagens a grandes nomes da música brasileira como Patápio Silva nas canções Zinha e Serenata d’amore e Chiquinha Gonzaga com Atraente e Tamoio. Em seguida, o choro pediu passagem e, com a formação completa no palco, o Instrumental Pixinguinha fez um breve passeio pelo repertório do seu disco Choros Maranhenses.

E a noite ainda reservava mais uma homenagem: filha do compositor José Maria Fontoura, autor da melodia do hino de Axixá, e da poetisa Mary Silva Fontoura, responsável pela letra do hino, Rose Mary, ao lado do Instrumental Pixinguinha, reverenciou a família e apresentou ao público o único choro produzido por seu pai durante sua carreira artística, dentre tantas peças e estilos musicais trabalhados.

Aplaudidos de pé, os músicos e a pianista agradeceram o apoio e trabalho do Sesc pela difusão da música.

Para Betânia Pinheiro, técnica de cultura do Sesc responsável pelo Concertos Sesc Partituras em São Luís, é uma grande alegria e satisfação ver que a música instrumental tem público cativo na cidade.

“O nosso objetivo é difundir e disponibilizar esse patrimônio musical brasileiro a quem tenha interesse. Em breve, o Instrumental Pixinguinha também fará parte desse rico acervo virtual disponível no site”, ressaltou.

Gostou do conteúdo? Então, deixe seu comentário; ele é muito importante para mim. Envie sua sugestão de novos assuntos pelo Messenger. Curta e siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, Twitter e Instagram; e inscreva-se no canal no YouTube.


000
Maurício Araya
Jornalista graduado (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 Maranhão; e vencedor de duas etapas estaduais do Prêmio Sebrae de Jornalismo, categoria Webjornalismo
http://www.mauricioaraya.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *