segunda-feira, outubro 16, 2017
Início > Atualidades > Brasil > Maranhão > Em 15 dias, queimadas no Maranhão superam setembro de 2016 e média histórica

Em 15 dias, queimadas no Maranhão superam setembro de 2016 e média histórica

É preocupante a situação das queimadas no Maranhão neste mês de setembro de 2017: na primeira quinzena, já foram registrados 6,64 mil focos de incêndios florestais. O número já é mais que o dobro do volume registrado em todo o mês de setembro de 2016, 3,16 mil focos; e também superou a média histórica (1998-2017) para o período, que é de 4,4 mil focos.

Os dados são do Programa de Monitoramento de Queimadas e Incêndios do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e confirmam a tendência esperada para o mês.

Grajaú – localizada na região central do Maranhão, distante 580 km da capital e com 68,45 mil habitantes (IBGE, 2016) –, é a cidade maranhense com maior número de queimadas do país no mês, 985 focos; a terceira entre todas as cidades brasileiras monitoradas pelo Inpe.

Em 2017, já são 14,44 mil queimadas registradas no Maranhão, que já é o terceiro Estado do país em número de focos neste ano.

Em todo o Brasil, já foram registrados 139,61 mil focos em 2017, sendo 49,66 mil somente em setembro e 21,77 mil na região da Amazônia Legal.

[chart id=”23677"]

Temperatura nas alturas…

Em plena estiagem, o Maranhão vem registrando temperaturas altas e umidade relativa do ar baixa, uma combinação perigosa para a nossa saúde. Nesta semana, algumas cidades do Estado, como Imperatriz e Carolina, estiveram entre as 10 mais quentes de todo o país.

É preciso ter alguns cuidados com a saúde, que incluem evitar exercícios físicos ao ar livre em alguns períodos do dia, umidificar ambientes, permanecer em locais protegidos do sol e consumir bastante água, segundo orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Com calor e baixa umidade relativa do ar, cuidados com a saúde são exigidos

Dados sobre riscos de queimadas e orientações completas sobre os cuidados necessários no período de estiagem podem ser encontradas no especial do Blog do Maurício Araya sobre as queimadas.

Gostou do conteúdo? Então, deixe seu comentário; ele é muito importante para mim. Envie sua sugestão de novos assuntos pelo Messenger. Curta e siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, Twitter e Instagram; e inscreva-se no canal no YouTube.


000000000000
Maurício Araya
Jornalista graduado (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 Maranhão; e vencedor de duas etapas estaduais do Prêmio Sebrae de Jornalismo, categoria Webjornalismo
http://www.mauricioaraya.com.br