Vai pegar a estrada? Veja sete itens para revisar antes da viagem

Dicas, Motor 0 comentários
Informatica 468x60
Com a chegada de abril e dois feriados à vista – Páscoa e Tiradentes –, aparece aquela vontade de pegar a estrada e curtir momentos de descanso longe de casa. Para evitar problemas, no entanto, é preciso fazer a manutenção preventiva dos automóveis, o que resulta em mais segurança na viagem e até economia para o motorista.

Resolver problemas mecânicos, geralmente, sai mais caro do que fazer a manutenção preventiva, segundo especialistas.

Revisão de itens resulta em economia e trânsito mais seguro
Revisão de itens resulta em economia e trânsito mais seguro

E mais: revisar o veículo antes das viagens pode ajudar a reduzir em até 15% o consumo de combustível, contribuir com o meio ambiente e ainda evitar multas – já que rodar com pneus ‘carecas’ é infração de trânsito prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que resulta em cinco pontos na carteira de habilitação e pagamento de penalidade.


Continua após a publicidade


Veja os sete itens do carro para estar atento antes de pegar a estrada, de acordo com a plataforma de compartilhamento de caronas BlaBlaCar:

Freios

A principal recomendação é verificar o sistema de freios a cada cinco mil quilômetros. Esta análise indicará se existe a necessidade de substituição dos componentes, o que garante maior segurança e um menor custo na manutenção do sistema.


Continua após a publicidade


Revisão nos freios deve ser feita com no mínimo duas semanas de antecedência
Revisão nos freios deve ser feita com no mínimo duas semanas de antecedência

Em caso de uma viagem, a dica é revisar o sistema de freios com no mínimo duas semanas de antecedência, sendo que no caso de troca de discos e pastilhas é preciso tomar alguns cuidados nos dias subsequentes do reparo, como evitar freadas bruscas e em altas velocidades.

Palhetas

É um item simples de ser reparado e de baixo custo, além de serem indispensáveis para a segurança. Na estrada, com chuva forte, as palhetas se tornam um forte aliado do condutor. Como é um item de uso pontual, vale acioná-las de vez em quando para fazer um teste e ver se está tudo bem.

Com o tempo elas podem desgastar e até mesmo ressecar, sendo necessário substituí-las, sobretudo se estiverem causando formação de faixas e riscos, ruído ou trepidação, formação de névoa e falhas na limpeza do para-brisa.

Sonda Lambda

Já ouviu falar deste componente? Pois é, nem todos conhecem ou sabem para o que serve, mas é um sensor do sistema de injeção eletrônica que ajuda a produzir uma economia de até 15% no consumo de combustível, proporcionar mais potência ao motor, proteção ao meio ambiente, além de aumentar a vida útil do catalisador.

A durabilidade deste componente é grande quando o veículo apresenta condições de manutenção favoráveis e quando é abastecido com combustível de qualidade.

Óleos e outros fluidos

Geralmente a troca de óleo do carro ocorre apenas nas revisões programadas. Contudo, também é muito importante verificá-lo de tempos em tempos, principalmente antes das viagens. Sempre que for rodar grandes distâncias, além de conferir o nível de óleo, é recomendável também verificar o estado dos filtros de óleo, ar e combustível, pois em más condições podem causar diversos problemas ao veículo.

Os fluidos da direção hidráulica ou elétrica também são importantes; vale então aproveitar o check-up e pedir para um profissional avaliar.

Lâmpadas automotivas

São essenciais para a segurança na estrada, ainda mais no caso dos faróis dianteiros, que são obrigatórios nas rodovias de todo o país desde julho de 2016 – a multa para essa infração é de aproximadamente R$ 130, resultando em quatro pontos na carteira.

Rodar com faróis apagados nas rodovias dá multa
Rodar com faróis apagados nas rodovias dá multa

Ou seja, conferir os faróis e lanternas de freio (que são mais difíceis de serem observadas) antes de sair para viajar é essencial.

Alinhamento e balanceamento

O alinhamento garante mais vida-útil dos pneus, já que proporciona um desgaste regular de superfície de contato do pneu com o piso. O balanceamento, por sua vez, proporciona mais estabilidade para a condução do veículo, contribuindo para uma melhor dirigibilidade em retas e também em curvas, pois evita que o carro desvie ou puxe para os lados, além de evitar vibrações em baixas e altas velocidades.

Segundo especialistas, para identificar se é necessário efetuar os processos, a dica é observar se existe vibração no volante ou se o carro fica puxando para o lado durante a condução normal ou mesmo durante uma frenagem. Outro fator que pode ser observado é se existem ruídos nos pneus durante a realização de curvas, mesmo em baixa velocidade.

Calibragem

Usando muito ou pouco o veículo, a calibragem dos pneus e do estepe não deve ultrapassar o tempo de um mês para ser realizada. Além do mais, rodar com pneus com calibragem abaixo do indicado no manual do proprietário aumenta o consumo de combustível, além de poder causar danos ao veículo.

Pneus calibrados e bem conservados ajudam até na economia de combustível
Pneus calibrados e bem conservados ajudam até na economia de combustível

Antes de pegar a estrada, calibrar os pneus é uma tarefa obrigatória, ainda mais considerando a quantidade de passageiros e o peso das bagagens. Pneus murchos também costumam danificar mais rapidamente. Dica importante: os pneus precisam ser calibrados frios.

468x60 Aniversário Americanas

Jornalista graduado (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 Maranhão; e vencedor de duas etapas estaduais do Prêmio Sebrae de Jornalismo, categoria Webjornalismo

Visualizar publicações