quinta-feira, outubro 19, 2017
Início > Comunicação > Cinco maiores erros de empresas no Instagram, na minha humilde opinião

Cinco maiores erros de empresas no Instagram, na minha humilde opinião

Cinco maiores erros de empresas no Instagram, na minha humilde opinião

Pela internet, não faltam publicações com as ‘regras de ouro’ para ganhar mais curtidas ou seguidores nas redes sociais, em especial no Instagram. O Instagram é uma das minhas redes sociais favoritas, mas, por vezes, sinto-me incomodado com algumas práticas – principalmente de empresas – na plataforma. É que o desespero por firmar a marca e conquistar novos fãs conduz elas a um caminho obsceno. Listei, abaixo, cinco dos maiores erros de empresas no Instagram, mas na minha humilde, bem humilde opinião:

Seguir, indiscriminadamente, um monte de gente

É a prática mais comum entre os gerenciadores de mídias sociais dessas empresas: na busca por novos seguidores, o perfil sai seguindo um monte de gente, como se jogasse a rede no mar em busca de peixes, na esperança de que todos eles retribuam o ‘bondoso’ ato. Além de desleal, a prática desesperada cria um desequilíbrio no perfil da empresa, evidenciando que o perfil segue mais do que é seguido.

Não manter padronização do conteúdo

Por se tratar de uma rede social que privilegia a estética, não manter uma padronização do conteúdo publicado é uma falta bastante grave. O cuidado deve ser mantido seja na linha do tempo – com fontes, cores e imagens que estejam alinhados com o padrão da empresa –, seja nas publicações individuais – na formatação das legendas e hasgtags.

Abusar de hashtags que não agregam

As hashtags ajudam, e muito, na divulgação do conteúdo que a empresa está publicando no Instagram. #MasSeUtilizadas #SemCritério #NãoFazem #Sentido, #AssimComo #EssaFrase. Até mesmo para os perfis não empresariais vale a dica.

Usar imagens sem autorização do autor

Desrespeitar os direitos autorais alheios não só é uma violação aos termos de uso do Instagram como um crime, com pena de até um ano de prisão prevista pelo Código Penal. Antes de usar aquela foto que está na primeira página da busca do Google, procure saber se ela possui licença para reutilização, com ou sem modificação e para uso de uso comercial ou não. Ainda assim, prefira publicar fotos autorais.

Não contratar um profissional especializado

Sem dúvida, o maior erro das empresas é não contratar um profissional capacitado para gerenciar suas redes sociais, seja por economia ou por não dar a importância necessária para a ferramenta. Somente alguém especializado será capaz de alavancar as vendas da empresa por meio de engajamento virtual, por meio das práticas corretas.

Gostou do conteúdo? Então, deixe seu comentário; ele é muito importante para mim. Envie sua sugestão de novos assuntos pelo Messenger. Curta e siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, Twitter e Instagram; e inscreva-se no canal no YouTube.


0000000
Maurício Araya
Jornalista graduado (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 Maranhão; e vencedor de duas etapas estaduais do Prêmio Sebrae de Jornalismo, categoria Webjornalismo
http://www.mauricioaraya.com.br