sábado, outubro 21, 2017
Início > Comunicação > Produção de vídeos jornalísticos para internet

Produção de vídeos jornalísticos para internet

Produção de vídeos jornalísticos para internet

Na última quarta-feira (26), ministrei, a convite da coordenadora do curso de Comunicação Social da Universidade Ceuma (Uniceuma), Selma Cavaignac, um workshop sobre produção de vídeos jornalísticos para internet, dentro da programação da Semana de Comunicação da instituição de ensino superior.

Como combinado com os acadêmicos do segundo e terceiro período da habilitação Jornalismo, disponibilizo o material apresentado sobre o assunto. Para quem deseja se aprofundar no assunto, recomendo o MOOC – curso on-line gratuito – criado pelo Journalism Courses.

Faça o download da apresentação em PDF

Antes de pensar na produção de vídeos jornalísticos para internet, é necessário ter em mente que o vídeo é uma poderosa ferramenta de comunicação, por usar uma linguagem despojada e ainda mais objetiva que o texto jornalístico, mas deve ser tratado como complemento; já que a página deve conter elementos para que seja encontrada pelos mecanismos de buscas, por isso a necessidade do texto.

Essa forma de linguagem, atualmente, é bastante explorada pelos ‘youtubers’, que nada mais são que produtores de conteúdo para a web.

Dentro formatos jornalísticos de vídeo, podemos elencar vários, mas os mais comuns são os de hard news (conhecido como o jornalismo do dia a dia, do factual); documentário (traz um aprofundamento de um tema específico); análise/opinativo/editorial (traz a opinião de um articulista ou de um determinado veículo de comunicação); e entrevistas.

Roteiro: é necessário pensar o conteúdo

Antes de começar a gravar, é necessário pensar o conteúdo que vai ser explorado no vídeo: no jornalismo, esse pequeno roteiro é a pauta; na publicidade e cinema, o roteiro traz marcações que vão além do texto principal. Para auxiliar o ‘apresentador’, pode-se elencar tópicos a serem desenvolvidos durante o vídeo ou fazer uso de um teleprompter.

No roteiro, deve-se elencar elementos que serão utilizados além do próprio vídeo, como por exemplo o uso de cartelas, gráficos, artes, fotografias, músicas, etc.

No vídeo, em geral, a linguagem é coloquial. No jornalismo, ela pode ser despojada, mas não tanto que aproxime a informalidade desejada do amadorismo, afinal o objetivo é aproximar o espectador do conteúdo.

Produção de vídeos jornalísticos para internet
Iluminação do seu cenário é um dos pontos a ser planejado antes da gravação

Equipamentos necessários

Para fazer seu vídeo, são necessários alguns equipamentos para gravação, edição e publicação do conteúdo. Entre eles, podemos elencar:

  • Câmera(s): vídeo; DSLR; celular; webcam; etc.;
  • Lentes: para vlogs, por exemplo, em que o destaque é o apresentador, a recomendação é para o uso de uma lente ultra grande angular;
  • Microfone: lapela; direcional; ou uso de gravador externo (necessária sincronização);
  • Iluminação: luz solar; rebatedor; LED (iluminação artificial);
  • Programas de edição: Adobe Premiere; Sony Vegas; Pinacle Studio; Corel VideoStudio; Movie Maker; iMovie (MAC); etc.;
  • Publicação: gerenciadores próprios (Encoding Factory, Sambatech, etc.); YouTube; Vimeo; outros.
Produção de vídeos jornalísticos para internet
Diversos softwares podem ajudar na edição do material gravado

Sobre o áudio, câmeras com entrada para microfone podem tornar mais prático o processo de gravação do vídeo, já que não é necessário sincronizar áudio e vídeo − ele já é sincronizado na própria gravação. Se a câmera não possuir entrada, é possível captar o áudio por meio de um gravador externo e sincronizar áudio e vídeo no programa de edição. Mas, para isso, é necessário alguns cuidados, como o uso de claquete.

Gostou do conteúdo? Então, deixe seu comentário; ele é muito importante para mim. Envie sua sugestão de novos assuntos pelo Messenger. Curta e siga o Blog do Maurício Araya no Facebook, Twitter e Instagram; e inscreva-se no canal no YouTube.


000000000
Maurício Araya
Jornalista graduado (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 Maranhão; e vencedor de duas etapas estaduais do Prêmio Sebrae de Jornalismo, categoria Webjornalismo
http://www.mauricioaraya.com.br