Sete passos para não cair em fraudes on-line

Com o boom das fintechs – termo surgido pela junção de finança e tecnologia – e a ampliação dos serviços financeiros pela internet, também aumentam as fraudes on-line. Em 2015, o número de fraudes corresponderam a quase 25% do total de incidentes reportados na internet no Brasil, segundo dados da Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (Cert). Desses, mais de 40% são páginas falsas.


 Siga-me nas redes sociais: Facebook (perfil / página) / Instagram (@mauricioaraya / @mauriciojorbr) / Twitter (@mauricioaraya / @mauriciojorbr) 

Quando estamos falando de dinheiro as pessoas precisam ficar ainda mais atentas ao site onde estão confiando seus dados
Marcelo Ciampolini, CEO da Lendico

LEIA OUTRAS DICAS

Marcelo Ciampolini, CEO de uma plataforma de empréstimo, alerta os usuários para as fraudes on-line.

Confira, abaixo, sete dicas dele para identificar e se proteger de fraudes on-line em serviços financeiros:

Confira o certificado de segurança (cadeado ao lado do https://)
Tempo de registro de domínio
Cuidado com o autocompletar
Verificar CNPJ da empresa
Conferir o site na lista de fraudadores
Confira as mídias sociais da empresa
Checar junto ao Banco Central é fácil e necessário