Ciência é explicada de forma interessante em museu

Seguindo a temática da publicação anterior, sobre os passeios em Santiago do Chile durante as minhas férias, eu apresento, agora, o segundo lugar bacana que visitei no mês de fevereiro. Trata-se do Museu Interativo de Mirador (MIM).

Maurício Araya
Museu Interativo de Mirador, em Santiago

Localizado na comuna de La Granja, em Santiago, o MIM começou a funcionar em março de 2000 e, desde então, recebe, anualmente, mais de 430 mil pessoas, a maioria formada por estudantes. O museu é repleto de atividades que explicam fenômenos científicos e tecnológicos. Como já haviam me dito, um dia apenas pode se tornar pouco para desfrutar de todas as atividades propostas pelo local.


Continua após a publicidade

Cadastre-se na Newsletter

Maurício Araya
Museu Interativo de Mirador, em Santiago

Entre as atividades, estão as salas de robótica – onde os visitantes podem programar robôs para diversos fins, como a atividade mineira, bem comum no Chile –, de eletromagnetismo, as apresentações de cinema em terceira dimensão (3D) e a famosa “casa sísmica”, onde é possível conhecer como funciona o interior do planeta e reviver o terremoto de 27 de fevereiro de 2010, a 150 quilômetros a noroeste da cidade de Concepción.

Maurício Araya
Museu Interativo de Mirador, em Santiago

A entrada para o MIM custa $ 3.900 (pesos chilenos, ou, aproximadamente, R$ 17) para o público em geral e $ 2.600 (R$ 10) para crianças de dois a 12 anos, idosos e estudantes. Crianças de até dois anos não pagam. O museu funciona de terça-feira a domingo, das 9h30 às 18h30.

Maurício Araya
Museu Interativo de Mirador, em Santiago

Para chegar ao MIM – que fica localizado na avenida Punta Arenas, nº 6.711 – basta desembarcar na estação “Mirador” da linha 5 do metrô de Santiago e utilizar, ainda, os táxis que seguem para o local. Outras informações na página eletrônica www.mim.cl.

JPG mktplace 468x60

Jornalista graduado (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 Maranhão; e vencedor de duas etapas estaduais do Prêmio Sebrae de Jornalismo, categoria Webjornalismo

Visualizar publicações